RSS Feed

Tag Archives: ser vivo

Sol: a imensa estrela que nos aquece

“O Sol é uma imensa bola de fogo.” Muitos acreditam nessa informação, porém, ela não está correta. O Sol, que é uma estrela, não possui um pingo de fogo. Ele é formado por hidrogênio, oxigênio, hélio, nitrogênio, carbono etc. O Sol é bem maior que a Terra, a sua massa é 333.000 vezes a do nosso planeta e o volume, 1.400.000 vezes. Já dá para ter uma ideia do seu tamanho. Em torno dele gravitam doze planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão, Sedna, Éris e Ceres (é provável que haja outros não descobertos) -, cometas, asteroides, meteoros e satélites naturais e artificiais. A sua luz demora 8 minutos e 18 segundos, mais ou menos, para chegar à Terra. Apesar de o Sol ser enorme, possivelmente a maior estrela do sistema solar, não é a maior do universo. Existem outras estrelas extremamente maiores do que ele. A sua distância em relação à Terra é de aprox. 150 milhões de km.

As temperaturas da principal estrela do sistema solar (nome em homenagem a ela, tão importante ela é) são altíssimas, e diferentes dependendo do local. A superfície (fotosfera) possui uma temperatura de quase 6.000 graus, enquanto o núcleo é extremo: possui mais de 15 milhões de graus.

Nenhum ser vivo poderia habitar o Sol, pois não sobreviveria só de chegar perto dele.

Advertisements

O satélite da Terra

 

Lua cheia

Assim como giramos ao redor do Sol, junto com outros corpos celestes, temos um corpo celeste girando ao nosso redor: a Lua, o nosso satélite natural. Satélite natural é um corpo celeste que orbita um planeta. A Lua demora aprox. 29 dias para realizar o movimento de rotação em torno dela mesma e o de translação em torno da Terra. Como os dois movimentos são simultâneos, enxergamos da Terra sempre a mesma face da Lua. A sua distância da Terra é de aprox. 380 mil km ou 384.405 km. Nenhum ser vivo poderia morar lá, porque além de não ter atmosfera, não apresenta água em estado líquido, e água é fundamental para a vida.

A Lua apresenta quatro fases: Lua nova, Lua cheia, quarto minguante e quarto crescente. A Terra só possui esse satélite, mas há planetas que possuem bem mais: Júpiter possui 63 luas e Saturno, 48; e alguns que não têm nenhum: Mercúrio, Vênus e outros. Muitos astronautas já exploraram a Lua. Mas nenhum descobriu se há criaturas morando lá. Isso poderá sempre ser um mistério…

Lua crescente

A Lua não brilha, como muita gente pensa. Enxergamos ela luminosa aqui da Terra por causa do Sol, que a ilumina com sua luz, fazendo parecer que é a Lua quem está emitindo luz. Quando a Lua fica completamente na frente do Sol, tapando-o, e fica escuro aqui por

Lua minguante

um tempo, acontece o eclipse solar. E o eclipse lunar acontece quando a Terra, o Sol e a Lua estão alinhados ou próximos, e a Terra está no meio. É parecido com o eclipse solar, mas nesse outro tipo, a Terra encobre o Sol em vez da Lua, e a Lua fica na sombra projetada pela Terra, o que nos faz vê-la escura.