RSS Feed

Tag Archives: espaço

Sol: a imensa estrela que nos aquece

“O Sol é uma imensa bola de fogo.” Muitos acreditam nessa informação, porém, ela não está correta. O Sol, que é uma estrela, não possui um pingo de fogo. Ele é formado por hidrogênio, oxigênio, hélio, nitrogênio, carbono etc. O Sol é bem maior que a Terra, a sua massa é 333.000 vezes a do nosso planeta e o volume, 1.400.000 vezes. Já dá para ter uma ideia do seu tamanho. Em torno dele gravitam doze planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão, Sedna, Éris e Ceres (é provável que haja outros não descobertos) -, cometas, asteroides, meteoros e satélites naturais e artificiais. A sua luz demora 8 minutos e 18 segundos, mais ou menos, para chegar à Terra. Apesar de o Sol ser enorme, possivelmente a maior estrela do sistema solar, não é a maior do universo. Existem outras estrelas extremamente maiores do que ele. A sua distância em relação à Terra é de aprox. 150 milhões de km.

As temperaturas da principal estrela do sistema solar (nome em homenagem a ela, tão importante ela é) são altíssimas, e diferentes dependendo do local. A superfície (fotosfera) possui uma temperatura de quase 6.000 graus, enquanto o núcleo é extremo: possui mais de 15 milhões de graus.

Nenhum ser vivo poderia habitar o Sol, pois não sobreviveria só de chegar perto dele.

Advertisements

Terra: a incrível máquina de vida

Até o que se sabe, a Terra é o único planeta do universo que apresenta condições necessárias ao surgimento e sobrevivência da vida. Isso porque é o único planeta que possui água em estado líquido, além dos estados gasoso (vapor) e sólido (gelo), e a água é fundamental para os seres vivos; sua distância em relação ao Sol (cerca de 150 milhões de km) permite que não seja muito fria, como Netuno, nem muito quente, como Mercúrio, ou seja, que tenha uma temperatura que a vida suporte; é um planeta que possui também atmosfera, com uma camada que protege contra os raios ultravioletas do Sol, a camada de ozônio, e oxigênio, sem o qual nenhum ser vivo sobrevive.

Sua rotação (movimento que o planeta realiza em torno do próprio eixo) é de aprox. 24 horas e a translação (movimento que o planeta realiza em torno do Sol), de aprox. 365 dias e 6 horas. Possui 5 continentes: América, África, Ásia, Europa e Oceania; e mais de 200 países. Possui um satélite natural: a Lua. É maior do que os  planetas Mercúrio, Vênus, Marte, Plutão, Sedna, Éris e Ceres e menor do que Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Tem forma aprox. esféric (não totalmente, pois é achatada nos polos) e o seu diâmetro é de aprox. 12.756 km.

A Terra possui diversos ambientes naturais, entre eles: desertos, florestas, oceanos, geleiras etc., quase todos com uma fauna e flora bem diversificadas e ricas. O planeta possui quatro hemisférios: o hemisfério Sul, Meridional ou Austral (daí vem o nome do fenômeno “aurora austral”) e o hemisfério Norte, Setentrional ou Boreal (daí vem o nome do fenômeno “aurora boreal”), que são divididos pela linha do Equador, uma linha imaginária que “divide” o planeta ao meio na horizontal, “passando” por Quito, a capital do Equador; e o hemisfério Ocidental ou Oeste e o hemisfério Oriental ou Leste, que são dividos pelo meridiano de Greenwich, outra linha imaginária que “divide” o planeta ao meio na vertical e está “posicionada” na direção de Greenwich, em Londres, Inglaterra.