RSS Feed

Tag Archives: planeta Terra

O satélite da Terra

 

Lua cheia

Assim como giramos ao redor do Sol, junto com outros corpos celestes, temos um corpo celeste girando ao nosso redor: a Lua, o nosso satélite natural. Satélite natural é um corpo celeste que orbita um planeta. A Lua demora aprox. 29 dias para realizar o movimento de rotação em torno dela mesma e o de translação em torno da Terra. Como os dois movimentos são simultâneos, enxergamos da Terra sempre a mesma face da Lua. A sua distância da Terra é de aprox. 380 mil km ou 384.405 km. Nenhum ser vivo poderia morar lá, porque além de não ter atmosfera, não apresenta água em estado líquido, e água é fundamental para a vida.

A Lua apresenta quatro fases: Lua nova, Lua cheia, quarto minguante e quarto crescente. A Terra só possui esse satélite, mas há planetas que possuem bem mais: Júpiter possui 63 luas e Saturno, 48; e alguns que não têm nenhum: Mercúrio, Vênus e outros. Muitos astronautas já exploraram a Lua. Mas nenhum descobriu se há criaturas morando lá. Isso poderá sempre ser um mistério…

Lua crescente

A Lua não brilha, como muita gente pensa. Enxergamos ela luminosa aqui da Terra por causa do Sol, que a ilumina com sua luz, fazendo parecer que é a Lua quem está emitindo luz. Quando a Lua fica completamente na frente do Sol, tapando-o, e fica escuro aqui por

Lua minguante

um tempo, acontece o eclipse solar. E o eclipse lunar acontece quando a Terra, o Sol e a Lua estão alinhados ou próximos, e a Terra está no meio. É parecido com o eclipse solar, mas nesse outro tipo, a Terra encobre o Sol em vez da Lua, e a Lua fica na sombra projetada pela Terra, o que nos faz vê-la escura.

Advertisements

O solo

O solo é um elemento composto por várias camadas e diversos tipos de minerais, gases, água e húmus. Possui quatro camadas principais:

 

Solo humífero

1ª – É rica em húmus, um tipo de “lodo” bom para a terra. Essa camada é chamada de fértil. Ela é ideal para o plantio. É nessa camada que as plantas encontram sais minerais e água para se desenvolver.

2ª – É a camada dos sais minerais. É dividida em três partes: a primeira parte é a do calcário. Corresponde a: de 7% a 10% da segunda camada; a segunda parte é a da argila. Corresponde a: de 20% a 30% da camada; e a terceira parte é a da areia. Existem espaços entre as partículas (grãos) de areia, permitindo que o ar e a água entrem com mais facilidade. Essa parte corresponde a: de 60% a 70% da camada.

3ª – É a camada das rochas parcialmente decompostas.

4ª – A quarta é a das rochas que estão começando a se decompor.

Existem vários tipos de solo:

1 – Solo “fértil”: aquele bom para o plantio e para as plantas se desenvolverem.

2 – Solo árido: o solo seco, como o do sertão.

Solo argiloso

3 – Solo argiloso: é considerado argiloso o solo que possui mais de 30% de argila na composição de partículas sólidas. Esse tipo de solo possui grãos (poros) muito pequenos, por isso o espaço entre eles também é pequeno. Então, ele retêm muita água, é quase impermeável, pois quanto menor o grão, mais água o solo retêm. E quanto maior o grão, mais macio o solo é.

Solo calcário

4 – Solo calcário: possui uma quantidade de calcário maior do que a de outros solos. Desse solo é retirado um pó branco ou amarelado, que pode ser utilizado na fertilização de solos destinados à agricultura. Esse tipo de solo também fornece a matéria-prima para a fabricação de cal e cimento.

5 – Também conhecido como terra preta, o solo humífero apresenta grande quantidade de húmus em relação a outros solos.

Solo arenoso

6 – O solo arenoso é composto de 70% de areia. Possui grandes poros, por onde a água escoa rápido. É um solo permeável e que seca rápido. É também macio.

O solo é formado a partir de alterações que a chuva, Sol, temperatura, ventos, umidade  etc. causam sobre restos minerais enriquecidos com matéria orgânica.

FONTES

1ª – Wikipédia, que utiliza as fontes:

a) Schaetzel & Anderson. Soils: Genesis and Geomorphology: Cambridge ed., 2005.
b) Goldberg and Machail. Practical and Theoretical Geoarchaeology. Inglaterra: ed. Blackwell, 2006.
c) www.cnps.embrapa.br/sibcs/
d) JACOMINE, Paulo K. T. A NOVA VERSÃO DO SISTEMA BRASILEIRO DE CLASS I – FICAÇÃO DE SOLOS (SIBCS).

2ª – Blog Segredos do Universo: Como o solo se forma? Post de sábado, 6 de Outubro de 2007.

3ª – Cursinho Web – www.colegioweb.com.br/ciencias-infantil/a-formacao-do-solo.
4ª – PEREIRA, Ana Maria; SANTANA, Margarida; WHALDELM, Mônica. Passaporte para ciências, vol. 1: 6º ano, 5ª série.
São Paulo: Editora do Brasil, 2006.