RSS Feed

Tag Archives: dicas

Desventuras em Série: como sofrem esses irmãos

Posted on

Coitados! Violet, Klaus e Sunny Baudelaire nunca têm sorte. Eles perderam os pais em um enorme incêndio na mansão Baudelaire, e desde então, são perseguidos pelo seu primeiro tutor, o conde Olaf, uma pessoa perversa, nojenta… Enfim, má. Um homem que quer antes de tudo a fortuna Baudelaire. Mas não é só ele que é o vilão. Ele tem comparsas. Só que nessa história, pessoas boas também cometem crimes… E os irmãos são perseguidos por uma misteriosa sigla… Embarque nesta misteriosa aventura pelo mundo infeliz dos irmãos Baudelaire nos livros da série Desventuras em Série (A Series of Unfotunate Events), de Lemony Snicket.

Para ver trechos dos livros da série, é so entrar no meu outro blog, o ½ Livro…, cujo link está na “Funny others”. Se você procurar por “desventura” na busca, aparecem todos os trechos dos livros da série que eu já postei.

No mundo, não são somente coisas boas que acontecem… Coisas ruins também…
Advertisements

Reforma ortográfica: um sofrimento na vida dos já alfabetizados

Posted on

A reforma ortográfica da língua portuguesa aconteceu para igualar a escrita entre os países lusófonos (que falam português), mas causou muito sofrimento entre as pessoas que foram educadas com a antiga ortografia.
Aí vão algumas novas regras para não se dar mal na prova:
1. Não são mas acentuados os éi e ói das palavras paroxítonas, como: ideia, assembleia, colmeia, plateia, jiboia, joia, paranoia, asteroide, geleia, heroico.
Exceções: palavras oxítonas, como papéis, herói(s), anéis, constrói, destrói.
2. Palavras que terminam em ôo e êem perderam o acento circunflexo, como: enjoo, voo, leem, veem.
3. Acentos diferenciais foram abolidos, como: pára (para), pólo (polo), pêlo (pelo).
Exceções: pôde, fôrma (opcional), pôr, têm, vêm.
4. O trema deixa totalmente de existir (pinguim, sequencia, tranquilo, consequencia).
5. O alfabeto passa a ter 26 letras. Inclusão do Kk, Ww e Yy.

Hífen: milhões de regras e palavras modificadas
O hífen é o que vem causando mais problemas na sociedade, pois várias palavras mudaram. Porém, se você perceber, é mais fácil do que parece.
Aí vão algumas ideias (sem acento!):
1. Coloca-se hífen:
a) Quando o prefixo termina na mesma vogal com que se inicia a segunda palavra, como arqui-inimigo, micro-organismo, micro-ondas.
b) Nas formações com prefixos e com o segundo elemento iniciado por h: anti-herói, anti-higiênico, pré-história.
2. Não coloca-se hífen:
a) Quando o prefixo terminar em vogal e a segunda palavra começar com r ou s, duplicam-se as consoantes: autorretrato, ultrassonografia, ultrarresistente, minissaia, antirrugas, microssistema.
b) Quando o prefixo termina com vogal e o segundo elemento inicia-se por consoantes diferentes de r ou s: autobiografia, antebraço, antecâmara, sobrecoxa, ultramoderno, semicírculo.

Fonte: manual da nova ortografia do jornal A Tarde.
No final das contas, é mas fácil do que parece aprender as novas regras da ortografia. E existem muitas outras regras sobre o hífen além destas. Vocês podem pesquisar em livros, dicionários, manuais da nova ortografia ou até mesmo na internet.
Entender as regras é fácil. Lembrar… nem tanto.